Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

MENSALÃO

Relator pede demissão de promotores suspeitos

6 ABR 2011Por ESTADÃO14h:43

O relator do processo que está sendo julgado no Conselho Nacional do Ministério Público, conselheiro Luiz Moreira, proferiu nesta quarta-feira, 6, o seu voto pela demissão do ex-procurador-geral de Justiça do Distrito Federal, Leonardo Bandarra, e da procuradora Deborah Guerner pelos crimes de violação de sigilo funcional, recebimento de propina e tentativa de achaque ao ex-governador José Roberto Arruda.

 O relator fez uma longa exposição, de mais de três horas, sobre as acusações contra os dois membros do Ministério Público, que protagonizam o maior escândalo de corrupção envolvendo membros da categoria. Eles foram denunciados originalmente pelo ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal Durval Barbosa, delator do esquema de corrupção desmantelado em novembro de 2009 pela Operação Caixa de Pandora, comandada pelo Superior Tribunal de Justiça, que ficou conhecido como mensalão do DEM.

O presidente do Conselho Nacional do Ministério Público, Roberto Gurgel, abriu o prazo para a defesa que já está sendo apresentada pelo advogado Cezar Bittencourt. Ao final, será realizada a votação do relatório pelos conselheiros. Abalada emocionalmente a promotora Deborah Guerner, não acompanha a sessão.

Leia Também