Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MOTOENTREGADORES

Regulamentação será discutida na segunda-feira

12 MAR 11 - 00h:02DA REDAÇÃO

Na segunda-feira (14), às 15h, no auditório da Escola de Governo, localizada na avenida Ernesto Geisel esquina com a 26 de agosto, a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), participa de uma reunião promovida pelo Sindicato Profissional dos Trabalhadores Condutores em Motocicletas, Entregadores, Similares e Autônomos Individuais sobre duas ou três rodas motorizados ou não do Estado de Mato Grosso do Sul (Sinpromes/MS).

O objetivo do evento é discutir a regulamentação das atividades de motoentrega no município de Campo Grande e vai contar com a presença do diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade Júnior, do presidente do Sinpromes/MS, Luís Carlos Escobar e de empresários e trabalhadores do transporte remunerado de cargas.

De acordo com o presidente do sindicato, Luiz Carlos Escobar esta é a primeira reunião para discutir e inteirar empresários que terceirizam o serviço de moto entrega na Capital. “Estamos convocando empresários de vários setores, do comércio como por exemplo, os que atuam na entrega de pizzas e gás, para que conheçam a resolução publicada em agosto do ano passado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e tenham tempo hábil para se adequar às exigências”, explica o representante do Simpromes/MS.

A resolução 356 regulamenta a lei 12.009 que atua no exercício das atividades de mototáxi e motofrete, sendo que a lei informa que para exercer estas atividades, o profissional deverá registrar o veículo na categoria aluguel junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MS).

No entanto, para que o registro possa ser efetuado, os veículos deverão possuir equipamento de proteção para pernas e motor, aparador de linha e dispositivo de fixação permanente ou removível para o passageiro ou cargas. Além disso, o motociclista deverá ter no mínimo 21 anos, possuir habilitação na categoria “A”, por no mínimo dois anos e ser aprovado em curso especializado e as motocicletas deverão realizar inspeção veicular de segurança a cada seis meses.

Os motociclistas profissionais terão até o dia 4 de agosto de 2011 para se adequarem às normas da resolução 356 do Contran e dos demais requisitos da lei 12.009.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

INDEFINIÇÃO

STF adia julgamento sobre compartilhamento de dados da Receita com MP

Prisão sem prova fere lei para tentar exibir troféu, diz defesa de Temer
EX-PRESIDENTE

Prisão sem prova fere lei para tentar exibir troféu, diz defesa

NO TWITTER

Lava Jato não precisa de pirotecnia para sobreviver, diz Lula sobre prisão de Temer

Defesa de Temer pede habeas corpus ao TRF2
LAVA JATO

Defesa de Temer pede habeas corpus ao TRF2

Mais Lidas