Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

A PARTIR DE HOJE

Registro de acidente sem vítima pode ser feito pela internet

20 OUT 2010Por anahi zurutuza04h:20



Motoristas que se envolverem em acidentes em Campo Grande não precisam mais esperar a Companhia Independente de Polícia de Trânsito (Ciptran) para registrar a ocorrência. Hoje, entra no ar o sistema “BO on-line” da Ciptran, no qual condutores envolvidos em colisões sem vítima, ou seja, quando ocorrem somente danos materiais, podem, pela internet, lavrar o boletim de ocorrência. O objetivo é agilizar o atendimento.
De acordo com a capitã Itamara Romeiro, subcomandante da Ciptran, hoje, o tempo de espera de motoristas envolvidos em colisões na Capital é de até 40 minutos, para que a viatura da Ciptran chegue ao local, o policial colete o depoimento e os dados dos envolvidos, verifique a documentação do veículo e lavre a ocorrência. “Pequenas colisões acontecem aos montes, a cada hora, e a gente tem de dar prioridade para os casos mais graves. Por isso, os envolvidos em acidentes sem vítimas acabam tendo de esperar mais mesmo”.
O boletim de ocorrência on-line vale para ajuizamento de ações na Justiça e para acionar o seguro dos veículos, por exemplo. “A intenção é facilitar quando houver acordo entre as partes”, disse a capitã. O sistema está disponível, em fase experimental, no site da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, por meio do site www.pm.ms.gov.br. “Por enquanto, vamos disponibilizar o BO on-line só para Campo Grande. Vamos observar e saber se vai dar certo, para depois ampliar”, explica a capitã.

Funcionamento
Pelo sistema da Ciptran, quando houver uma colisão envolvendo dois veículos, por exemplo, os dois motoristas, cada um em seu computador, terão de cadastrar as informações pessoais, dos dois carros envolvidos no acidente e a versão deles sobre o que aconteceu. O sistema vai cruzar os dados e registrar todas as informações prestadas em um só boletim.
Os envolvidos poderão anexar até seis fotos para ilustrar o registro. As imagens poderão ser usadas em uma perícia, caso seja necessário. Cumpridas todas as etapas, para validar a ocorrência o motorista terá de ir até a sede da Companhia, localizada na Avenida Afonso Pena, esquina com a Rua Bahia, no Centro da Capital, e assinar um termo de compromisso de que as informações prestadas são verdadeiras.

Leia Também