Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

IPHAN

Regimento de Cavalaria de Dourados ganha prêmio

20 OUT 2010Por AGÊNCIA BRASIL23h:58

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) anunciou na noite de ontem (20) os sete vencedores do 23º Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, durante cerimônia no Teatro Nacional, em Brasília.  Na categoria de apoio institucional e financeiro, o vencedor foi o 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado, que atua no Parque Histórico Colônia Militar de Dourados (MS). O parque faz fronteira com o Paraguai e o Exército abriga no local um sítio histórico relacionado à Guerra da Tríplice Aliança (1864-1870). No museu do parque, estão guardados e expostos documentos, armamentos e objetos de época. Além das atrações culturais, o local abriga espaço de lazer.

O prêmio, criado em 1987, é dado a trabalhos que incentivam a preservação do patrimônio cultural. Os ganhadores receberão R$ 20 mil, além de troféu e certificado.

No quesito divulgação, quem levou o troféu foi a Jornada Mineira do Patrimônio Cultural. O trabalho é desenvolvido pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha). A Jornada Mineira propaga a ideia de que as ações de proteção do patrimônio cultural não são exclusivas dos órgãos públicos, mas também dependem do engajamento de todos os cidadãos.

 Além desses, ganharam a Escola Guignard de Belo Horizonte (MG) na categoria de pesquisa e inventários de acervos; o projeto Saveiro de Vela de Içar da Baía de Todos os Santos (BA) como melhor iniciativa da preservação de bens e imóveis e o projeto Educação Patrimonial da Prefeitura de Londrina (PR) como melhor trabalho na área. No quesito proteção do patrimônio natural e arqueológico, o trabalho selecionado foi do Sítio Arqueológico do Rio de Janeiro e na categoria de salvaguarda de bens de natureza imaterial, a premiada foi a ação Sons e Canudos da Associação Sociocultural Umbigada (BA).

Leia Também