Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE PÚBLICA

Rede Cegonha receberá <BR> R$ 41,19 milhões para centros de parto e casas de gestante

Rede Cegonha receberá <BR> R$ 41,19 milhões para centros de parto e casas de gestante
26/06/2012 19:00 - DA REDAÇÃO


Mato Grosso do Sul receberá R$ 41,19 milhões destinados ao Plano de Ação da Rede Cegonha. De acordo com a portaria nº 1.268, do Diário Oficial da União, os recursos serão aplicados para o custeio de cinco Centros de Parto Normal e cinco Casas da Gestante, Bebê e Puérpera, além da ampliação, habilitação ou qualificação de 285 leitos.

A publicação aprova a primeira etapa do plano de ação da Rede Cegonha nos municípios que compõem as regiões prioritárias de Mato Grosso do Sul, como: Campo Grande (R$ 25,72 milhões), Corumbá (R$ 3,96 milhões), Dourados (R$ 9,08 milhões), Nova Andradina (R$ 3,90 milhões) e Três Lagoas (R$ 2,48 milhões). Ao todo, serão ampliados ou habilitados 48 leitos de Gestação de Alto Risco, 33 leitos de UTI Neonatal tipo II, 45 leitos de UCI Neonatal e 32 leitos Canguru. Também serão qualificados 26 leitos de Gestação de Alto Risco; oito leitos de UTI Adulto tipo II; 13 leitos de UTI Adulto tipo III; 24 leitos de UTI Neonatal tipo II; sete leitos de UTI Neonatal tipo III e 49 leitos de UCI Neonatal.

Felpuda


O desgaste de antigas lideranças nacionais, com reflexo em nível local, é a maior preocupação dos dirigentes de partidos para as eleições deste ano, que terá reflexo em 2022. Em épocas passadas, essas figurinhas cruzavam os céus do País para visitarem os municípios e pedirem que a população votasse em seus ungidos. Agora, com pendências judiciais e poder enfraquecido, dificilmente seriam convidadas. A pandemia, que resultou no isolamento social, foi a pá de cal.