Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DIREITOS DE TRANSMISSÃO

Record apela e oferece R$ 100 mi a Fla e Timão

Record apela e oferece R$ 100 mi a Fla e Timão
17/03/2011 17:32 - terra


A briga pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro ganhou mais um capítulo no início da noite desta quinta-feira. A Rede Record, que retirou no último instante a proposta na concorrência do Clube dos 13, vencida pela Rede TV, passou a negociar individualmente com os clubes e ofereceu a Corinthians e Flamengo, as duas equipes mais populares do País, R$ 100 milhões por ano a cada um, entre 2012 e 2016.

A mudança de postura foi comunicada pela emissora paulista por intermédio da assessoria de imprensa. A Record, assim, entra na disputa com a TV Globo, a primeira, e única até o anúncio da tarde desta quinta-feira, a tentar as negociações individualmente com os 11 clubes dissidentes.

"Agimos de acordo com as determinações do CADE e da livre concorrência. A proposta é de R$ 100 milhões por ano, para cada um dos clubes, pela transmissão de, no mínimo, 19 jogos a cada temporada dos Campeonatos Brasileiros de 2012 a 2016", comunicou a emissora.

Além de Corinthians e Flamengo, outros nove clubes negociam individualmente os direitos de transmissão para as próximas edições do Campeonato Brasileiro. Tomaram também a desfiliação do Clube dos 13: FLuminense, Vasco, Botafogo, Palmeiras, Santos, Cruzeiro, Grêmio e Coritiba.

O Grêmio, primeiro a oficializar o acordo com a Globo - assinou na última quarta-feira, assegurou que receberá R$ 60 milhões por ano da emissora carioca. O contrato terá duração de quatro anos, a mesma oferecida pela Record a Corinthians e Flamengo nesta quinta.

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.