Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

Receitas crescem 20% e superávit primário bate meta

29 MAR 2008Por 16h:30
     

O superávit primário do governo central (Tesouro Nacional, Previdência e Banco Central) somou R$ 20,38 bilhões no primeiro bimestre do ano, o equivalente a 4,59% do Produto Interno Bruto (PIB). O resultado foi 35,5% maior que o obtido no primeiro bimestre de 2007 e ficou muito superior à meta de 3,8% definida para este ano. O superávit primário é a economia que o governo realiza para garantir o pagamento dos juros da dívida e evitar que saia de controle.

 

O expressivo desempenho das contas públicas deve-se, sobretudo, ao aumento de arrecadação em proporção maior do que os gastos, que também vêm aumentando de forma significativa.

 

As receitas do governo central no primeiro bimestre de 2008 somaram R$ 114,68 bilhões, um crescimento de 20,35% em relação a 2007. Em fevereiro, o resultado foi de R$ 50,12 bilhões, 16% a mais que no mesmo mês do ano passado. Do lado das despesas, houve avanço de 15,07% na comparação com o primeiro bimestre de 2007, totalizando R$ 72,74 bilhões. Em fevereiro, as despesas somaram R$ 33,74 bilhões, alta de 9,5% em relação a fevereiro de 2007. (com informações do Estadão)

Leia Também