sexta, 20 de julho de 2018

Receita do Estado sobe 18%, divida cai 2,2% e insvestimentos não engrenam

14 JUL 2009Por 22h:15
     

        Lidiane Kober

         

A Receita Corrente Líquida do Estado subiu 18%, o estoque da dívida caiu 2,25% e os investimentos seguem praticamente invisíveis nos quatro primeiros meses do ano em Mato Grosso do Sul. No período, o Governo aplicou R$ 86 milhões em obras. Os dados foram apresentados anteontem aos membros da Comissão Permanente de Acompanhamento da Execução Orçamentária da Assembleia Legislativa. O montante destinado a investimentos nem sequer daria para concluir a recuperação da BR 262, entre Corumbá e Anastácio, já que a obra requer R$ 100 milhões - dinheiro que virá dos cofres federais.

        O governador André Puccinelli (PMDB) culpa a paradeira no setor de investimentos à crise da economia mundial. Desde janeiro, ele vem e adiando o lançamento do pacote de obras, que até já chamou de "mini-pacote", mas voltou atrás. Inicialmente, o investimento seria de R$ 1 bilhão, depois passou para R$ 800 milhões, R$ 700 milhões, R$ 300 milhões e, diante da repercussão negativa da informação, o governador voltou a anunciar obras na ordem de R$ 700 milhões.

Leia Também