Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IMPOSTO DE RENDA

Receita abre consulta a lote residual de 2007

Receita abre consulta a lote residual de 2007
17/03/2011 10:30 - infomoney


A Receita Federal libera, nesta quinta-feira (17), a consulta ao lote residual do Imposto de Renda Pessoa Física 2007 (ano-base 2006), que contém 10.536 contribuintes.

Deste total, 1.135 têm imposto a receber, somando R$ 4,043 milhões. O dinheiro poderá ser sacado no próximo dia 24, com correção de 40,7%, referente à variação da taxa Selic.

Outros 6.492 contribuintes têm imposto a pagar, em um montante de R$ 14,543 milhões. Neste lote, 2.909 contribuintes não têm imposto a pagar nem a restituir.

Para saber se a declaração foi liberada, assim que a consulta for aberta, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone no número 146.

Calendário
A Receita liberou, na última terça-feira (15) a consulta ao lote residual do Imposto de Renda Pessoa Física 2006 (ano-base 2005), que contém 598 contribuintes.

Deste total, 145 têm imposto a receber, somando R$ 598.612,33. O valor poderá ser sacado a partir do dia 22 de março com correção de 53,69%, referente à variação da taxa Selic.

Regras
A restituição ficará disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la mediante o Formulário Eletrônico (Pedido de Pagamento de Restituição), disponível na internet.

Caso o contribuinte não concorde com o valor da restituição, poderá receber a importância disponível no banco e reclamar a diferença na unidade local da Receita.
 

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.