sexta, 20 de julho de 2018

Rebelião na base aliada de Nelsinho pode fritar Dagoberto para vice-prefeito

1 MAI 2008Por 20h:00
     

 

Adilson Trindade

A rebelião na base aliada do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) poderá "fritar" a pré-candidatura do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) a vice-prefeito e abrir nova crise no relacionamento dos dois partidos. O presidente regional do PDT, João Leite Schimidt, cobra a decisão de Nelsinho de oficializar logo a aliança das duas legendas. O prefeito respondeu que "tudo está acertado" e que "Dagoberto será o seu vice". Mas não esperava pela reação dos seus aliados contra o acordo.

O pior é que Nelsinho está aceitando a indicação de Dagoberto "na marra" por ser uma imposição do governador André Puccinelli (PMDB). Os vereadores cobram do prefeito uma firme posição contra a indicação do deputado pedetista que, antes de procurar o governador para se oferecer como pré-candidato a vice, usava o espaço do PDT na rede de televisão, entrevistas nas emissoras de rádio e jornais para atacar a administração de Nelsinho Trad. "A população está enxergando isso aí. Recentemente fomos criticados por ele (Dagoberto) em todos os aspectos, em horário nobre, utilizando o espaço do partido para dizer o que pensa da administração do prefeito", disse o vereador Edil Albuquerque (PMDB), que vem liderando a rebelião na base aliada do prefeito na Câmara para impedir que Dagoberto fique na chapa.

Leia Também