Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

IRAQUE

Rebelião de integrantes da Al Qaeda deixa de 18 mortos

8 MAI 2011Por AGÊNCIA O GLOBO10h:59

Dezoito pessoas, incluindo um líder da Al Qaeda e um alto funcionário do Iraque, morreram em uma batalha entre detentos e agentes de segurança durante uma tentativa de fuga de presos em Bagdá no domingo.
A rebelião começou quando a polícia interrogava Abu Hazifa al-Batawi, o principal acusado do atentado do dia 31 de outubro contra uma igreja sírio-católica em Bagdá, que deixou 58 mortos. Batawil roubou uma arma no momento do interrogatório e disparou contra policiais, na tentativa de fuga. Depois, tomou reféns e obrigou que nove membros do grupo fossem liber-
tados. Vários guardas foram mortos e oficiais do ministério. Uma outra arma foi dada aos detentos.
Os presos controlaram uma parte da instalação por várias horas até a chegada da equipe da SWAT que fechou o cerco e desfez o motim. A cadeia abrigava cerca de 250 presos, muitos deles membros da Al Qaeda, disse uma fonte.
Sete agentes de segurança - incluindo Brigadeiro Muaid Mahdi, chefe de investigações da unidade anti-terrorismo - morreram no confronto e um outro ficou ferido.
Um oficial de segurança que pediu para não ser identificado disse que oito suspeitos de terrorismo - a maioria enfrentava a pena de morte - foram mortos, junto com nove agentes de segurança, sendo três deles altos funcionários. Ele estima que o grupo está por trás de 70% dos bombardeios e de outros ataques realizados no Iraque a cada mês.

Leia Também