Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

MUNDO

Rebeldes líbios dizem que expulsaram tropas de Gaddafi de Misrata

23 ABR 2011Por REUTERS21h:09

Um porta-voz dos rebeldes líbios disse que a cidade de Misrata foi libertada das forças de Muammar Gaddafi neste sábado após um cerco à terceira maior cidade da Líbia durar quase dois meses.

Não havia confirmação independente da informação, mas tropas líbias capturadas por rebeldes em Misrata disseram que o Exército recebeu ordens para recuar e o governo líbio informou mais cedo que tribos locais assumirão a batalha no lugar do Exército.

"Misrata está livre, os rebeldes venceram. Das forças de Gaddafi, alguns estão mortos, outros fugindo", disse o porta-voz dos rebeldes Gemal Salem à Reuters por telefone.

Salem disse que, apesar das forças de Gaddafi terem se retirado de Misrata, elas continuam do lado de fora da cidade e em posição para bombardeá-la.

Última grande cidade dominada pelos rebeldes no oeste da Líbia, Misrata tem sido cercada pelo governo por quase dois meses. Centenas de civis morreram nos combates.

Salem disse que o objetivo dos rebeldes em Misrata agora é ajudar os demais insurgentes em outras regiões do oeste da Líbia na luta contra Gaddafi.

Ele disse que os rebeldes estão agora passando um pente fino em Misrata e limpando as ruas da cidade. Antes de deixaram a cidade, segundo o porta-voz, as forças leais a Gaddafi deixaram armadilhas em casas, carros e até cadáveres.

"Um homem estava abrindo sua geladeira quando foi para casa após as forças de Gaddafi deixarem a cidade pela manhã e ela explodiu na cara dele. O mesmo com os cadáveres. Quando os rebeldes tentam levantar um cadáver, ele explode", disse.

"Tivemos três pessoas mortas por causa disso e 15 feridas", afirmou.

Mais cedo, o governo líbio disse que os ataques aéreos da Otan na cidade significam que não faz mais sentido as tropas combaterem na cidade e que tribos locais assumirão a batalha.

Leia Também