Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

troféu

Real supera Barcelona e conquista Supercopa

30 AGO 2012Por TERRA00h:00

O Real Madrid tem seu primeiro título da temporada. Ontem (29), no Santiago Bernabéu, a equipe da casa derrotou o arquirrival Barcelona por 2 a 1 e conquistou a Supercopa da Espanha. O resultado se agrega ao 3 a 2 favorável aos catalães no Camp Nou, mas o troféu fica com os madrilenos devido ao gol fora de casa. Para obter o título, os comandados de José Mourinho tiveram um excelente primeiro tempo, em que uma goleada ficou perto de ocorrer.

Gonzalo Higuaín e Cristiano Ronaldo fizeram os gols do Real nos primeiros vinte minutos, e Lionel Messi descontou em bela cobrança de falta. O brasileiro Kaká, que havia sido relacionado para a partida, foi cortado do banco. Já o croata Luka Modric fez sua estreia ao substituir Mesut Ozil.

A partida começou com domínio pelo do Real Madrid sobre o Barcelona, que parecia não se encontrar em campo. A defesa da equipe catalã se mostrava perdia e permitiu que o time da casa abrisse o placar logo aos 10min: Pepe lançou bola em profundidade para Higuaín, que correu mais que a marcação e tocou na saída de Valdés.

Oito minutos depois, foi a vez de Cristiano Ronaldo marcar. O português recebeu bola na intermediária, deu lindo drible em Piqué e arrematou para o gol do Barcelona contando ainda com desvio no goleiro catalão. A pane do time visitante prosseguiu, e dez minutos depois Adriano foi expulso após falta em Cristiano Ronaldo.

O domínio do Real era pleno, mas parou de se converter em gols. Higuaín desperdiçou duas grandes chances de deixar o time da casa com ampla vantagem no marcador. Enquanto isso, o Barcelona conseguiu seu gol no talento de Messi. O argentino cobrou falta aos 44min e não deu chances para Casillas defender.

Depois do intervalo, o Barcelona ignorou a inferioridade numérica e passou a ser melhor em campo. O Real dava sinais de cansaço e permitia que o rival chegasse à sua área com grande perigo. Aos 16min, Pedro foi lançado na cara do gol e só não empatou porque Casillas fez excelente defesa.

A partida prosseguiu com os catalães atacando mais, só que o Real teve a melhor oportunidade: Higuaín recebeu bola em condição legal, saiu na cara de Valdés e chutou na trave. Ao fim, o Barcelona seguiu atacando em busca do gol do título, mas não conseguiu o empate.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também