Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Liga dos Campeões

Real goleia Tottenham e está perto da semi

5 ABR 2011Por Terra16h:39

Com atuação de gala do togolês Emmanuel Adebayor, o Real Madrid colocou um pé na semifinal da Liga dos Campeões nesta terça-feira. Atuando no Santiago Bernabéu, a equipe espanhola passeou contra o Tottenham e venceu por 4 a 0, contando com dois gols do centroavante africano, um de Di María e outro de Cristiano Ronaldo. A missão da equipe da casa ficou ainda mais fácil porque Peter Crouch foi expulso ainda no início do jogo, garantindo a superioridade numérica.

O confronto direto será na próxima terça, em Londres, e o time de Madri tem vasta vantagem para a classificação. O Tottenham precisa derrotar o Real Madrid por ao menos 3 a 0 para levar a decisão aos pênaltis. Caso o time espanhol faça um gol na Inglaterra, a equipe londrina precisará marcar cinco vezes. O vencedor deste duelo enfrenta quem avançar do confronto entre Barcelona e Shakhtar Donetsk.

Depois do desastroso jogo do último sábado com o Sporting Gijón, que o Real foi derrotado em casa (partida que marcou o fim do tabu de mais de 150 jogos sem derrota de José Mourinho como anfitrião) e viu o Barcelona abrir oito pontos na ponta do Campeonato Espanhol, o técnico acelerou o retorno de Cristiano Ronaldo e Marcelo, ainda não totalmente recuperados de lesão.

Com isso, o trio armador do Real foi novamente composto por Cristiano Ronaldo, Ozil e Di María, com Adebayor de centroavante, já que Benzema segue fora por um estiramento. Recuperados de problemas físicos, Kaká e Higuaín ficaram como opção no banco.

O Tottenham, por sua vez, veio com uma escalação cautelosa para o Santiago Bernabéu em relação às partidas com o Milan, pelas oitavas de final. Modric, Sandro, Jenas e Bale formaram uma linha de quatro forte no meio de campo, em que o recuperado Bale foi responsável por atacar mais.

Lennon, responsável pelas jogadas pela direita, foi vetado minutos antes da partida, ao sentir lesão durante aquecimento. No ataque, Crouch foi o único centroavante, contando com o apoio de Van der Vaart.

Leia Também