Ratinho pensou em pagar multa de Lula por causa de entrevista

Ratinho pensou em pagar multa de Lula por causa de entrevista
28/06/2012 04:00 - terra


 

O apresentador Carlos Massa, conhecido como Ratinho, teria se disposto a pagar a multa de R$ 5 mil por propaganda antecipada recebida pelo ex-presidente Lula - e também pelo anfitriã do do show, por Fernando Haddad (PT) e pelo SBT, cada - após participar do Programa do Ratinho em 31 de maio. "Até pago a (multa) do Lula, já que ele foi meu convidado", afirmou o Ratinho, segundo sua assessoria de imprensa.

O comentário, no entanto, teria sido espontâneo, e não uma decisão definitiva, segundo a assessora de Ratinho. A defesa do apresentador alegou que o programa tem agendadas entrevistas com todos os pré-candidatos à prefeitura paulista, e por isso a participação do ex-presidente e do pré-candidato à prefeitura paulista não configuraria crime eleitoral.

A juíza auxiliar da propaganda eleitoral Carla Themis Lagrotta Germano, por outro lado, viu "clara indução ao eleitor no pedido de votos, na medida em que o pré-candidato se identifica como sendo o 'novo' na política, e naquele em que a população irá votar, porque quer mudança". Os advogados de Ratinho ainda não decidiram se vão recorrer da sentença. O processo que originou a multa foi movido pelo PSDB e o PPS.

A assessoria do ex-presidente afirma que não tem conhecimento do comentário de Ratinho, assim como a de Haddad. A assessoria do SBT disse que não vai se pronunciar sobre o caso.
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".