CAPITAL

Rapaz sem CNH foge, tenta atropelar policiais e é baleado no Monte Líbano

Rapaz sem CNH foge, tenta atropelar policiais e é baleado no Monte Líbano
23/06/2012 14:15 - VÂNYA SANTOS


Depois de ser flagrado conduzindo um veículo perigosamente pela região central de Campo Grande, Leandro Fernandes dos Santos, 18 anos, fugiu da Polícia Militar (PM), mas foi perseguido e alcançado. Segundo os policiais, ele resistiu a abordagem, tentou atropelar a equipe e foi baleado.

Conforme registro policial, o fato teve início por volta de meia-noite de hoje, quando militares avistaram Leandro trafegando num veículo Opala Comodoro em alta velocidade e furando sinais na Avenida Fernando Correa da Costa.

Policiais que estavam em motocicletas tentaram abordar o jovem, mas ele fugiu e foi alcançado no cruzamento das ruas Sebastião Lima com Gonçalves Dias, Bairro Monte Líbano, onde perdeu o controle da direção e colidiu com o meio-fio. Um dos militares deu voz de abordagem, mas o condutor engatou a marcha à ré e jogou o carro em direção a equipe.

Dois policiais tiveram que pular das motos para não serem atingidos. Os veículos foram danificados e os PMs revidaram atirando, ocasião em que o condutor colidiu contra um poste de sinalização de trânsito. Leandro foi baleado no braço e levado para a Santa Casa. Ele foi indiciado por dano contra o patrimônio público, desobediência, falta habilitação para dirigir e perigo para a vida de outrem. No carro havia um passageiro que foi ouvido e liberado.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".