Terça, 12 de Dezembro de 2017

Honestidade

Rapaz acha carteira com R$ 5 mil e a devolve ao dono

11 FEV 2014Por DA REDAÇÃO15h:08

O que você faria se encontrasse uma carteira no chão com R$ 5 mil? O fuzileiro naval Rennan Ferreira, que serve como cabo da marinha no 6º Distrito Naval em Ladário (MS), se deparou com esta situação e não pensou duas vezes: devolveu ao dono com tudo o que tinha dentro.

A carteira foi localizada por Rennan na manhã do sábado (08), em frente a uma sorveteria na rua Frei Mariano, área central de Corumbá (MS) – cidade vizinha a Ladário. O marinheiro então entrou no Facebook e publicou o que havia encontrado em um grupo de trocas. O gesto de honestidade chamou a atenção de todos.

“Eu utilizei muito os ensinamentos dos meus pais, cheguei do Sul agora, moro em Corumbá há mais de um ano e estava de férias na minha cidade, meus pais vieram comigo, e ficaram muito felizes ao ver minha atitude. Eles sempre me ensinaram que eu deveria ter só o que é meu. Se não fosse meu era para devolver, pois Ele (Deus) lá de cima vê tudo. Isso me bastou para fazer o certo. Foi algo muito bom eu me senti leve, por ter feito a coisa certa”, disse Rennan ao contar a história ao Diário Corumbaense.

A informação publicada pelo rapaz correu com rapidez e o filho do homem que perdeu a carteira descobriu o caso e comunicou o pai. Ambos foram ao encontro de Rennan para recuperar o objeto perdido.

“Encontrei a carteira por volta das 7h e logo em seguida postei no Troca & Trocas, pois não sou daqui e conheço poucas pessoas. Por volta de 09h30min o filho do dono da carteira falou comigo e em torno das 11 horas ele foi à minha casa. Estava muito feliz, porque achava que não ia ter mais nada. Quando chegou para buscar a carteira, o homem não acreditou que tudo estava lá, não só os documentos, mas também cheques e cinco mil reais. Ele me ofereceu uma recompensa, porém, não aceitei, pois estava fazendo o que eu acho certo. O dinheiro hoje em dia está muito difícil e acredito que ele utilizaria esse dinheiro para alguma coisa importante como tratar de alguma doença”, contou o cabo fuzileiro naval.

O dono da carteira não mora em Corumbá, segundo Rennan ele é de Mundo Novo e no mesmo dia retornou para a cidade. O dinheiro que havia na carteira era da venda de um carro. Vendo a atitude exaltada, por ser classificada como rara nos dias atuais, Rennan disse que “as pessoas devem pensar em fazer o certo, pois o mundo precisa mais de boas atitudes.”

Leia Também