Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

JOGADOR

Ralf desconfia do
legado do Bom Senso

26 JAN 14 - 07h:45TERRA

A união de jogadores das quatro divisões do Campeonato Brasileiro pode até conseguir mudanças agora, mas os atletas sofrerão no futuro. A dúvida sobre a efetividade das ações do Bom Senso FC são de Ralf. O volante do Corinthians acredita que os dirigentes cederão à pressão já pensando em punições depois.

"Vamos tentar mudar, mas sabemos que, lá na frente, vamos pagar o pato. Só não sei de que maneira", comentou o jogador, convicto em suas palavras. "Não sei se é causa perdida, mas sei que não vai ficar em vão. Eles podem ajudar e facilitar agora e lá na frente, não sei de que forma, podem nos penalizar."O meio-campista confia que "todo movimento pode ter resultado" da mesma forma que tem certeza de que todos pagarão um "preço". As dúvidas sobre o legado do Bom Senso FC partem, curiosamente, de um companheiro de Paulo André, um dos líderes do movimento. E Ralf até vê chance de sucesso do zagueiro, mas na busca por melhorias no Corinthians.

"No nosso elenco, tem o Paulo André correndo atrás disso e vendo o que é melhor para o nosso elenco e o nosso clube. O desgaste é grande, o tempo para descanso e treinamento é muito pequeno e precisamos de uma pré-temporada melhor. Infelizmente, não temos isso hoje", afirmou, enfatizando, contudo, que não vê má intenção nos dirigentes.

"Não fazem de sacanagem, sempre estão se reunindo, mas desde o ano passado estamos nessa pegada, nessa batida para mudar alguma coisa", disse. "Sabemos que é muito difícil, tem que ter muita força. Temos que nos unir, todos os jogadores e presidentes de clube, para ver o que for melhor", convocou o descrente atleta que adere ao movimento.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual
ANDROID

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual

BRASIL

Sérgio Moro visitou Bolsonaro no hospital neste domingo

EM REPOUSO

Bolsonaro lista no Twitter medidas do governo dos últimos dias

Presidente recebeu no domingo visita do ministro Sergio Moro
SAÚDE

Número de cirurgias bariátricas aumenta 84,73% em sete anos

Estimativa é 13,6 milhões de brasileiros precisem do procedimento

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião