Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

ALERTA

Radiação solar chega perto de níveis máximos

6 DEZ 2010Por BRUNA LUCIANER02h:20

Moradores de Campo Grande precisam redobrar os cuidados em relação à exposição ao sol nos próximos dias. De acordo com previsão de tempo do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a incidência de raios ultravioleta (UV) sobre a cidade atingirá níveis extremos. Até o dia 9, estima-se que a incidência de raios UV alcance, todos os dias, índice 13. A título de comparação, o maior índice já registrado na região é 14.

A meteorologista do Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec), Cátia Braga, explica que condições como a existência de nuvens influenciam na radiação, atenuando a incidência dos raios UV. "Mesmo assim se faz necessária atenção em relação aos períodos de exposição ao sol e cuidados como uso de boné e protetor solar", explica.

 Perigos
A exposição prolongada e descuidada aos raios UV podem causar danos sérios à saúde, como queimaduras na pele, envelhecimento precoce, câncer de pele, problemas oculares e alterações no sistema imunológico. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a exposição excessiva aos raios UV provoca a morte de aproximadamente 60 mil pessoas por ano.

A OMS recomenda a limitação dos períodos de exposição ao sol nos horários em que os raios ultravioleta são mais intensos, o aproveitamento dos espaços sob a sombra e o uso de protetor solar com fator de proteção acima de 15.

Em quantidades moderadas, a exposição aos raios UV é benéfica, pois estimula a produção de vitamina D pelo organismo. Hoje, conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o tempo deve permanecer nublado na maior parte do Estado e há possibilidade de chuva. No entanto, a temperatura deve continuar alta, chegando a 38 graus na região do Pantanal.

Leia Também