Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MUNDO

Radiação pode tirar Copa do Mundo de Vôlei do Japão

12 ABR 11 - 12h:11ESTADÃO

A Federação Internacional de Voleibol (FIVB) informou nesta terça-feira que o Japão pode deixar de sediar a Copa do Mundo deste ano, por conta dos problemas com radiação nuclear, devido aos terremotos e ao tsunami que atingiram o país no mês passado.

O presidente da entidade, Wei Jizhong, afirmou que o "problema-chave do local é a radiação nuclear" e disse que precisa assegurar a qualidade do ar para que os atletas não se contaminem.

O Japão sediaria os torneios feminino, em novembro, e masculino, entre o final de novembro e o início de dezembro, da Copa do Mundo, que dão três vagas cada um para os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

De acordo com Wei Jizhong, se o veto ao país asiático for confirmado, "precisamos preparar duas alternativas e elas precisarão de pelo menos cinco meses para se prepararem".

"Precisamos ajudar o Japão, porque eles estão em uma situação difícil e respeitaremos a decisão deles. Não queremos nos impor", afirmou o dirigente chinês. O Japão sediou todas as edições da competição desde que ela passou a dar vaga para a Olimpíada, em 1991.

A federação japonesa, ainda nesta terça-feira, informou que abrirá mão de jogar partidas em casa na Liga Mundial, que começará no início do próximo mês, também por conta da crise nuclear.

Com isso, a seleção nacional masculina de vôlei jogará apenas fora de casa contra os adversários de seu grupo: Alemanha, contra quem jogaria em Koshogaya, Rússia, em Nagasaki, e Bulgária, em Wakayama. A equipe feminina também está à procura de novas sedes para as partidas do Grand Prix, em agosto. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Detran pede rescisão de contrato com empresa responsável por radares
DÍVIDA MILIONÁRIA

Detran vai rescindir contrato com empresa de radares

FUTEBOL 2019

Cristiano Ronaldo critica valores de transferências no futebol: 'São surreais'

Prefeitura abre processo seletivo com oito vagas e salário de R$ 3,2 mil
CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

Prefeitura abre processo seletivo com salário de R$ 3,2 mil

BRASIL

Bolsonaro levanta suspeita sobre ONGs por queimadas na Amazônia

Mais Lidas