Domingo, 17 de Dezembro de 2017

'Querer que nasça um Palocci a cada ano é impossível', afirma Lula

8 FEV 2014Por folhapress16h:00

Pouco antes de viajar a Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, para o lançamento da pré-candidatura de Alexandre Padilha ao governo do Estado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu por e-mail uma entrevista para o jornal local "A Cidade" em que afirmou ser "impossível" nascer um Antonio Palocci a cada ano.

"Querer que nasça um Palocci a cada ano é impossível. Porque pessoas da competência política do Palocci não surgem a cada dia, a cada ano. Demora muito tempo para nascer", afirmou Lula sobre o ex-ministro da Casa Civil.

Palocci era uma das principais lideranças da região de Ribeirão Preto e está afastado da política desde 2011, quando deixou a Casa Civil durante o governo da presidente Dilma Rousseff após denúncias envolvendo o aumento de seu patrimônio e o faturamento de sua empresa de consultoria.

O ex-presidente saiu ainda em defesa do prefeito da capital paulista, Fernando Haddad, que registra baixos índices de popularidade e tem sido muito criticado por algumas medidas que tem tomado na cidade, como o aumento do IPTU e a ampliação das faixas de ônibus.

"Eu estou tranquilo para afirmar ao povo de São Paulo que o companheiro Haddad será um grande prefeito. Não adianta julgá-lo apenas por um ano de crise, nós temos que julgá-lo pelos quatro anos de mandato".

Sobre as manifestações contra a Copa do Mundo, Lula afirmou que a sociedade está "lutando por novas conquistas" e, segundo ele, isso é democrático. "Em qualquer lugar do mundo as pessoas se manifestam quando tem Copa ou Olimpíadas e isso não vai impedir o Brasil de fazer a melhor Copa do Mundo", completou Lula.

O petista desconversou sobre a possibilidade de voltar a concorrer à Presidência da República e disse que espera que "tenha muita gente competente para disputar as próximas eleições e que eu não precise participar".  

Leia Também