Segunda, 18 de Dezembro de 2017

FILHA MORREU POR ENGANO

'Quem quiser, que julgue', diz mulher que planejou matar o genro

31 JAN 2014Por TARYNE ZOTTINO15h:20

Maria Aparecida da Silva Oliveira, de 39 anos, que confessou sern uma das responsáveis pela morte da filha, Karine Aparecida Silva Oliveira Pedroso, 18, assassinada na última quarta-feira (29), em Dourados (MS), disse estar “arrasada”. O alvo da mulher era o genro, Felipe Leonardo Correa, de 22 anos, o Dentinho, que se salvou ao usar a jovem de escudo. No vídeo abaixo, Maria dá detalhes de como planejou o crime. 

Imagens: Sidnei Bronka

Leia Também