Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FILHA MORREU POR ENGANO

'Quem quiser, que julgue', diz mulher que planejou matar o genro

'Quem quiser, que julgue', diz mulher que planejou matar o genro
31/01/2014 15:20 - TARYNE ZOTTINO


Maria Aparecida da Silva Oliveira, de 39 anos, que confessou sern uma das responsáveis pela morte da filha, Karine Aparecida Silva Oliveira Pedroso, 18, assassinada na última quarta-feira (29), em Dourados (MS), disse estar “arrasada”. O alvo da mulher era o genro, Felipe Leonardo Correa, de 22 anos, o Dentinho, que se salvou ao usar a jovem de escudo. No vídeo abaixo, Maria dá detalhes de como planejou o crime. 

Imagens: Sidnei Bronka

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.