Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

clima

Queimadas diminuem na região do Pantanal mas fiscalização continua nas matas

19 AGO 2012Por Sílvio Andrade, de Corumbá 18h:20

O número de focos de queimadas diminui na região de Corumbá – e principalmente no Pantanal – contudo as investigações do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais) e PMA (Polícia Militar Ambiental) indicam que fazendeiros e ribeirinhos continuam colocando fogo nas matas, seja para limpeza dos campos ou dar acessos aos locais de captura de iscas.

Nas últimas 24 horas, surgiram 96 novos focos no Pantanal, onde, no início do mês, foram constatados mais de 400 em apenas um dia.

O Ibama estima que mais de 20 mil hectares de vegetação nativa na região foram queimados, entre julho e agosto. Somente neste mês, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE) contabilizou 1.288 incêndios florestais de um total de 2.202 desde janeiro.

A redução dos incêndios é atribuída ao combate por terra e ar, que se intensificou desde a semana passada com o auxilio de um helicóptero adaptado com uma bolsa que transporta 500 litros de água. Apenas o trabalho dos 47 brigadistas não seria suficiente para controlar as chamas, segundo Márcio Yule, coordenador do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prefogo).
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também