Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

Queda de avião no Nepal não deixa sobreviventes, diz chefe do resgate

24 AGO 2010Por 07h:27
     

O coordenador das equipes de resgate das vítimas do avião da Agni Air, que caiu com 14 pessoas a bordo no Nepal, na manhã desta terça-feira (24), informou que acidente não deixou sobreviventes. ?Há 14 mortos. Nossas equipes chegaram ao lugar do acidente e puderam confirmar que não há sobreviventes?, afirmou Bimlesh Lal Karna, responsável pelos grupos da operação de socorro da Aviação Civil Nepalesa.

        Segundo Karna, a aeronave se despedaçou. Não há informações sobre as causas do acidente, mas, de acordo com autoridades, chovia muito no momento da queda da aeronave. De acordo com ele, ainda chove na região e o trabalho é difícil.

        O avião da Agni Air caiu pouco depois de decolar de Katmandu, no Nepal, informou o Ministério do Interior. Segundo autoridades, estavam na aeronave seis estrangeiros, outros cinco passageiros e três tripulantes. ?O Avião caiu quando partia para Lukla?, disse o porta-voz Jayamukunda Khanal.

        Um oficial do aeroporto de Katmandu já havia antecipado às agências internacionais de notícias France Presse e Efe que a queda do avião nepalês não havia deixado sobreviventes.

        Segundo o Ministério do Interior do Nepal, entre os seis passageiros estrangeiros que estavam na aeronave foram identificados quatro norte-americanos e um japonês. Mas não foi informado ainda a nacionalidade do último estrangeiro.

         

        Everest e Himalaia
        Lukla é a porta de entrada para o Monte Everest, a montanha mais alta do mundo, que está localizada na cordilheira do Himalaia. Situa-se na fronteira entre o Nepal e o Tibete (China). É ponto habitual de turistas que praticam caminhadas em montanhas e escaladas. Na região também há templos budistas muito visitados ao longo do ano.

        O acidente ocorreu nas montanhas do distrito de Makwanpur, a 100 km da capital.
        Fortes chuvas impediam que helicópteros das Forças de Segurança decolassem rapidamente rumo ao local do acidente.

        Este é o maior acidente da aviação no Nepal desde outubro de 2008, quando 18 pessoas morreram após a queda de um avião da Yeti Airlines.

         

        (*) Com informações das agências de notícias Efe, France Presse e Reuters
        

Leia Também