domingo, 22 de julho de 2018

AQUÁRIO DO PANTANAL

Quatro empresas e um consórcio disputam obra

16 NOV 2010Por Da Redação13h:35

A comissão de licitação de obras da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) abriu hoje (16) a documentação de quatro empresas e um consórcio que estão concorrendo à construção do Aquário do Pantanal.

As empresas que apresentaram a proposta são: Egelte Engenharia Ltda; UNI Engenharia e Comércio Ltda; Consórcio Azevedo & Travassos – DM, constituído pelas empresas DM Construtora de Obras Ltda e Azevedo e Travassos S/A; Construtora Celi Ltda e a MPD Engenharia Ltda. No total, 16 empresas adquiriram o edital.

A única empresa de Mato Grosso do Sul é a Egelte Engenharia Ltda. De acordo com o coordenador de Licitação de Obras da Agesul, Luis Candido Escobar, o primeiro passo do processo licitatório foi o recebimento da documentação. “A comissão recebeu hoje (16) a documentação e as propostas. Agora, será suspensa a licitação e analisada a documentação, tanto a parte técnica quanto a documental. Após esta análise, convoca-se uma reunião pública onde serão anunciados os habilitados e os não habilitados, se houver. Nesta reunião pública, também serão abertas as propostas, que estão em poder da comissão, e em seguida, suspende-se novamente a licitação para análise das propostas” declarou Escobar.

A intenção que é todo o processo licitatório seja concluído antes do fim do ano, mas Escobar informou que não há prazos para análise da documentação e das propostas. A obra está orçada em R$ 90 milhões e tem o prazo de 300 dias para ser executada.

Aquário do Pantanal

Considerado um dos maiores aquários de água doce, com 6 milhões de litros de água, 263 espécies e 7.000 animais, o Aquário do Pantanal será construído com recursos do governo estadual. O local deve entrar em operação no início de 2012 e terá capacidade para receber 20 mil visitantes por dia.

Inicialmente projetado para impulsionar o turismo, o aquário teve seu objetivo ampliado para servir também como centro de pesquisa científica e de educação ambiental.

O projeto dos 18.636 metros quadrados da construção tem assinatura do arquiteto Ruy Othake. O espaço irá abrigar um centro de conferências, laboratórios e biblioteca para livros e teses sobre o Pantanal, instalações que foram desenhadas lado a lado com os 25 tanques de peixes, jacarés, sucuris, entre outras espécies.

Além do ambiente interno, que inclui um túnel de 180 graus, o aquário terá cinco tanques externos, que poderão ser percorridos a pé ou em um trajeto aquaviário em barco com fundo de vidro.

O projeto apresenta uma estrutura de 90 metros de comprimento e 18 de altura. O prédio possuirá um amplo saguão, equipado com banheiros, setor de informações, auditório para 250 pessoas, restaurante, lanchonete, biblioteca e bancada de interação, entre outros detalhes.

 

Escadas rolantes, comuns e elevadores próprios para portadores de necessidades especiais levam o visitante aos tanques e a um ambiente especial para as sucuris. Nos ambientes externos, ficarão plantas nativas do Pantanal, jacarés, ariranhas e lontras, entre outros animais.

 






 

Leia Também