sábado, 21 de julho de 2018

Quatro dos onze parlamentares de MS assinam pedido para CPMI do MST

22 OUT 2009Por 23h:40
     

Clodoaldo Silva, de Brasília

 

Apenas quatro dos onze parlamentares federais sul-mato-grossenses assinaram o requerimento para criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) com objetivo de investigar os repasses de recursos públicos para o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). Minutos antes da meia noite de quarta-feira, houve troca-troca de assinaturas no documento. Dos 188 deputados federais, 23 retiraram seus nomes, enquanto outros 51 foram incluídos no requerimento.

        Mesmo com a pressão da base governista no Congresso Nacional para que a comissão não prosperasse, foi mantida a criação da CPMI. De acordo com Secretaria da Mesa do Congresso, embora tenham sido retiradas 23 assinaturas de deputados às 23h50 de quarta-feira, os deputados Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e Abelardo Lupion (DEM-PR) e o líder do DEM Ronaldo Caiado (GO) ? os três da oposição e da bancada ruralista - apresentaram em seguida outras 51 adesões ao requerimento, o que garantiu a manutenção da CPMI.

Leia Também