Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

ELDORADO

Quatro caçadores são presos com seis armas e sete animais abatidos

22 JUN 2012Por Taryne Zottino18h:30

Policiais Militares Ambientais de Mundo Novo (MS) prenderam entre a tarde de ontem e madrugada de hoje (22) quatro caçadores com sete animais silvestres abatidos e um arsenal de caça. Os policiais fiscalizavam a Fazenda Junqueira, em Eldorado (MS) e prenderam dois homens armados praticando caça. Com os caçadores, de 45 anos e 21 anos, a PMA apreendeu uma espingarda Boito, calibre 36, três cartuchos intactos e uma espingarda calibre 12 marca CBC com três cartuchos intactos, além um animal abatido da espécie quati. A dupla foi presa e o material, apreendido.

Na residência da sede da fazenda, os policiais apreenderam um revólver calibre 22, uma espingarda de pressão com adaptação para calibre 22, uma espingarda calibre 36, duas lunetas, 55 munições calibre 22 intactas, três munições calibre 38, sendo uma intacta e duas deflagradas, oito cartuchos calibre 12, cinco intactos e três deflagrados. Além de cinco cartuchos calibre 28 deflagrados e seis calibre 36, sendo somente um intacto. No freezer, foram encontrados uma paca, um cateto, uma cotia e duas pombas. Em um alojamento, os policiais encontraram um rifle calibre 22 com carregador municiado com seis cápsulas intactas um cartucho calibre 24. Nenhuma das armas possuía documentação e todo o material foi apreendido, inclusive o freezer . A dupla de caçadores flagrada primeiramente foi autuada por caça e porte ilegal de arma. Eles poderão pegar pena de um a dois anos de reclusão. Pelo crime de caça, cada um poderá pegar de seis meses a um ano de detenção. Cada um também foi autuado administrativamente e multado em R$ 500.

Pela madrugada, arrendatário e funcionário foram presos e conduzidos à delegacia, onde foram autuados em flagrante por posse ilegal de arma. O funcionário, de 21 anos, assumiu que caçara sozinho os animais encontrados e foi autuado por crime ambiental de caça. Ele poderá pegar pena de seis meses a um ano e meio de detenção, visto que a cotia consta da lista de espécie em extinção. Pela ilegal de arma, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Além disso, o funcionário caçador recebeu multa administrativa de R$ 16, 5 mil por causa dos animais abatidos. O arrendatário responderá por crime posse ilegal de arma, embora a PMA suspeite de que eles caçavam juntos. A pena é de um a três anos de detenção. 

Leia Também