Terça, 20 de Fevereiro de 2018

Quatro acusados recorrem para não depor em ação criminal

24 MAR 2008Por 16h:31
     

         

        Acusados de envolvimento no desvio de recursos públicos por meio de contratos do Governo estadual com agências de publicidade, quatro pessoas recorreram ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para cancelar as audiências marcadas para amanhã e quarta-feira. O pedido para estender o habeas corpus concedidoa o ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos (PT) foi solicitado pelo advogado Alberto de Mattos Oliveira.

        Ele pediu o cancelamento das audiências para ouvir os acusados Ana Lúcia Tavares, José Roberto dos Santos, Oscar Ramos Gaspar e Hugo Sérgio Siqueira Borges. O desembargador João Batista da Costa Marques deverá estender o benefício e suspender os depoimentos com base no artigo 580 do Processo Penal.

Leia Também