Domingo, 21 de Janeiro de 2018

Quase 40% dos votos para o Senado estão indefinidos

28 JUL 2010Por 05h:07
ADILSON TRINDADE
Quase 40% dos votos dos eleitores de Mato Grosso do Sul ainda não estão definidos e 20% devem ser brancos ou nulos. É um número expressivo constatado pela pesquisa do Ibrape realizada para o Correio do Estado que poderá definir a eleição dos dois senadores. Os quatro principais candidatos – Delcídio do Amaral (PT), Dagoberto Nogueira (PDT), Murilo Zauith (DEM) e Waldemir Moka (PMDB) –, portanto, terão de correr para conquistar essa grande fatia do eleitorado. Cada eleitor é dono de dois votos para o Senado. Com isto, pode ocorrer que o eleitor tem o primeiro candidato e estar indeciso para o segundo.
Os índices apresentados pelo Ibrape representam, contudo, o momento da campanha eleitoral. O número de eleitores que ainda não tem candidato ao Senado revela também que todos ainda estão no páreo.
Conforme o levantamento feito pelo Ibrape para o Correio do Estado, Delcídio mantém a liderança na corrida por vagas ao Senado, com 49% das intenções de votos, considerando a soma dos eleitores que planejam dar ao petista o primeiro e o segundo voto.
Dagoberto, em segundo lugar, tem 41% das intenções de voto, seguido por Murilo, com 24%. Se a tendência revelada na pesquisa se mantiver, os dois candidatos da oposição seriam eleitos.
Se as eleições fossem hoje, Moka receberia 23% dos votos. Jorge Batista (PSOL) recebeu 2% das intenções de voto e Professor Washington (PSOL), 2%. Ambos, em princípio, estão fora da disputa (leia matéria na página 4A).
Ao somar o número de entrevistados que planejam anular o primeiro voto com aqueles que pretendem anular o segundo, chega-se a 39%. Brancos e nulos somam 20% – alguns pretendem dar o primeiro voto a um dos candidatos que concorrem ao Senado e anular o segundo voto ou vice e versa.
Nas eleições deste ano, cada eleitor de Mato Grosso do Sul pode escolher dois candidatos ao Senado, por isso, a soma das intenções de voto chega a 200%.
O Ibrape ouviu 1.119 eleitores, entre os dias 15 e 18 de julho, nas oito regiões do Estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), sob o número 23860/2010. (colaborou Maria Matheus)

Leia Também