Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 14 de dezembro de 2018

Três Lagoas

Quarto grupo de apoio à adoção é criado no Estado

18 MAR 2011Por TJ/MS14h:51

Depois de Coxim, Campo Grande e Dourados, Três Lagoas é o mais novo município a implantar um Grupo de Apoio à Adoção em Mato Grosso do Sul. No último dia 14, representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), do Ministério Público Estadual (MPE) e pais adotivos reuniram-se com a juíza Rosângela Alves de Lima Fávero, da Vara da Infância e Juventude de Três Lagoas, e com a equipe psicossocial do juízo para discutir a criação do novo grupo.

Da reunião participaram a presidente do Grupo de Apoio à Adoção Vida (Geaav) de Campo Grande, Lydia Pellat, que dividiu suas experiências e esclareceu dúvidas sobre a criação do grupo. No encontro, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer melhor os trabalhos ligados à adoção já realizados no Estado, além de delegar as primeiras coordenadas para o fortalecimento do grupo que acaba de nascer no município.

Para a assistente social da Comarca de Três Lagoas, Denise Teixeira Basmage, a reunião foi o “pontapé” inicial para um amplo trabalho a ser realizado no município. “Eu acredito que a criação do Grupo de Apoio a Adoção em Três Lagoas ajudará a desmistificar várias temáticas que giram em torno da adoção, como questões de distinção racial e de idade, podendo assim diminuir o preconceito e aumentar a procura por adoção”, relatou.

Histórico – A discussão sobre a importância da adoção é cada vez mais frequente em Mato Grosso do Sul e prova disso é o aumento na criação de grupos de apoio. O Grupo de Apoio à Adoção Manjedoura (Gaam) foi o primeiro de MS e nasceu na Comarca de Coxim, em 2002. Em nove anos de atuação, o grupo realizou várias ações em território sul-mato-grossense a fim de consolidar a iniciativa de apoio à adoção.

Entre as ações realizadas pelo GAAM estão a prevenção do abandono dos filhos, por meio de acompanhamento familiar, doação de cestas básicas e material escolar para as famílias com dificuldades em sustentar seus filhos, preparação de casais que pretendem adotar uma criança, além de fornecer todo o apoio a pais adotivos em instituições de adoção por meio das reuniões.

Fruto do sucesso dessas atividades, em 2008, criou-se o Grupo de Apoio à Adoção Vida (Geaav) em Campo Grande, com o intuito de tirar dúvidas e trocar experiências sobre adoção, promovendo a facilitação de acesso a informações para pessoas interessadas em adotar. No último mês, Dourados também aderiu ao conjunto de cidades com iniciativas de apoio a adoção no Estado.
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também