Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 18h07min

Quadrilha de traficantes flagrada ao fazer distribuição de maconha

28 JUL 10 - 05h:18
Após perseguição, cinco pessoas foram presas por policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) com 84 quilos de maconha, avaliados em R$ 12.600. O fragrante ocorreu por volta das 20h da última segunda-feira (26), na região da saída para São Paulo.
O delegado Rodrigo Yassaka contou que depois de receber uma denúncia anônima, no sábado, policiais passaram a monitorar os primos Daniel Nogueira Saldanha, de 31 anos, e Danilo Teixeira Saldanha, vulgo Barata, 22 anos.
Na noite de segunda-feira, Luiz Fernando Cristaldo Figueiredo, 21 anos, e Willian de Araújo Marchioli, 28 anos, trafegavam num Corsa, branco, com placas de Tabaporã, Mato Grosso, e estacionaram próximo a um hotel, localizado na Avenida Gury Marques. Enquanto isso, Danilo, Daniel, Daiene Patrícia Almada Lencina, 27 anos, e a adolescente D.R.S., de 17 anos, – todos do município de Amambai – estavam em outro veículo e tentaram se aproximar do Corsa, quando policiais fizeram abordagem.
Danilo, que conduzia o carro, fugiu e só parou nas proximidades da sede do Corpo de Bombeiros, na Avenida Costa e Silva, quando policiais desferiram um tiro contra um dos pneus traseiros do veículo. Durante a fuga o grupo jogou aparelhos celulares para fora do veículo. Questionados, eles disseram que temiam ser assaltados quando dispensaram os objetos. Já a dupla que estava no Corsa foi presa ainda no estacionamento do hotel.
De acordo com o delegado, os tabletes de maconha, que totalizaram 84 quilos, foram encontrados no Corsa. Willian e Luiz Fernando foram contratados para pegar a droga do fornecedor e entregá-la para o grupo de Amambai. Cada um deles receberia R$ 500 pelo serviço. Já os dois casais ficariam com a maconha avaliada em mais de R$ 12 mil.
Danilo, Daniel, Luiz Fernando e Willian foram levados para uma cela da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) e posteriormente serão encaminhados para o sistema penal, enquanto Daiene foi para o Presídio Feminino. Eles serão indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Se condenados, podem pegar de cinco a 15 anos de prisão. Já a menor foi encaminhada para a Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e à Juventude (Deaij). (VS)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Governo informa que dois caminhões com ajuda entraram na Venezuela

BRASIL

Bolsonaro resgata medidas rígidas que foram propostas pelo PT

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação
ESTADUAL 2019

Comercial tropeça para Costa Rica e adia classificação

VENEZUELA

'Dia D' de missão humanitária na Venezuela tem confrontos com militares

Mais Lidas