Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Pura diversão

22 JAN 10 - 06h:18
- Escravos de Jó: dois participantes cantam a música. Cada um com uma pedrinha na mão vai trocando-as e fazendo o que diz a música. - Amarelinha: risca-se a amarelinha no chão, de 1 a 10, fazendo no último número um arco para representar o céu. Pula-se com um pé só, dentro de cada quadrado. - Pião: um pião de madeira enrolado num barbante. Puxa-se a ponta do barbante e este sai rodopiando. - Passar anel: A pessoa com o anel vai passando suas mãos dentro das mãos dos outros participantes até escolher um deles e deixar o anel cair em suas mãos, sem que os outros percebam. Naiara e Raissa brincam de bete-ombro na rua do Bairro Tarsila do Amaral Pura diversão - Pula corda: duas pessoas batem a corda e outra pula. - Bolinha de gude: essa brincadeira tem várias formas de se jogar, como box, triângulo, barca e jogo do papão, no qual os participantes devem percorrer determinados caminhos, batendo uma bolinha na outra e, ao final, acertar as caçapas. Bete-ombro – Ou, ainda, taco, bete, bets, bet, bets lombo, betcha , becha, taco bol, casinha, jogo de casinha ou lesca – é um jogo de rua cujo objetivo principal é rebater a bola lançada pelo jogador adversário, sendo que durante o tempo em que o adversário corre atrás da bola, a dupla que rebateu deve cruzar os betes, também chamados de taco.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o seu astral para esta quarta-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta quarta-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quarta-feira: "A retomada da esperança"

ARTIGO

J.Bandeira: "O que Lula está tentando fazer a gente engolir"

Economista e bacharel em Direito
OPINIÃO

Ângelo Rabelo: "O fogo nosso de cada dia"

Coronel da reserva da Polícia Militar, fundador do Instituto Homem Pantaneiro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião