PTB ignora PT e anuncia aliança com o PMDB em MS

PTB ignora PT e anuncia aliança com o PMDB em MS
10/04/2010 20:55 -


Fernanda Brigatti e Lidiane Kober

 

O PTB anuncia hoje apoio à candidatura do governador André Puccinelli (PMDB) à reeleição e a José Serra (PSDB) para presidente da República. O presidente regional do partido, Ivan Louzada, afastou a hipótese de fechar aliança com o PT em Mato Grosso do Sul. "Não haverá acordo com o Zeca (José Orcírio dos Santos)", declarou Ivan.

Segundo ele, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson (RJ), recomendou pressa na definição pela candidatura de André para acabar com a pressão em favor de José Orcírio.

O ex-governador esteve ontem à tarde na sede do diretório do partido para tentar reverter a decisão de aliança com o PMDB. "Ele esteve aqui e disse que precisa do PTB", contou Louzada". Mas, o assédio não deu resultado. O presidente do PTB em Mato Grosso do Sul garante que "o nosso apoio a André é irreversível" e frisou também que uma coligação com o PT seria muito improvável, pois os partidos se afastaram no Estado. Ainda segundo ele, os quadros do partido que, ainda têm identificação com o ex-governador, são aqueles que "jamais foram PTB".

Louzada planejava adiar a decisão para o início da próxima semana, mas foi convocado por Roberto Jefferson a apresentar a definição na tarde de hoje. Ele e os presidentes das demais executivas estaduais foram convocados a participar do lançamento da pré-candidatura de José Serra, amanhã (10/04), em Brasília (DF).

O presidente estadual do PTB destacou que outros Estados, como Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso e Rio de Janeiro também seguiram a orientação nacional de "não ficar com a Dilma (Rousseff)" e "apoiar o Serra".

A decisão pela coligação com o PMDB será anunciada após reunião da executiva estadual, marcada para a manhã de hoje. "O PTB de verdade votará do mesmo jeito", disse. "Ou seja, a favor de uma composição com André Puccinelli", completou.

Na manhã de ontem, o governador já previa a decisão do PTB em apoiar sua reeleição, em detrimento da candidatura de José Orcírio. "Eu acho que o PTB ficará comigo, como eu acho que o PR ficará comigo", afirmou. Ele destacou, no entanto, que as coligações só serão realmente fechadas no dia 30 de junho.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".