Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

PT volta a assediar o DEM e oferece vaga de vice

24 MAR 10 - 09h:54
O PT voltou a assediar o DEM para apoiar a candidatura do ex-governador José Orcírio dos Santos ao Governo do Estado. Segundo o pré-candidato petista, o partido oferece a vaga de vice e mais duas secretarias aos democratas. Ele garantiu que as “conversas estão bem avançadas”, mas, para não prejudicar as negociações, evitou dar mais detalhes. O plano do PT é aproveitar o descontentamento do vice-governador Murilo Zauith (DEM) com o desfecho das negociações para compor a chapa de senadores. O governador André Puccinelli (PMDB) oferece a vaga de candidato a senador a Murilo para cumprir a promessa de abrir espaço na chapa majoritária ao BDR (Bloco Democrático Reformista), integrado pelo PSDB, DEM e PPS. A escolha de Murilo foi para prestigiar a região da Grande Dourados, porém o democrata só aceita concorrer em troca da garantia de condições de igualdade para disputar o cargo. Mas isto não deve acontecer porque a sugestão da indicação de Carlos Marun (secretário estadual de Habitação) para a primeira-suplência não foi aceita. Preocupa o vice-governador a preferência de Puccinelli pelo deputado federal Waldemir Moka (PMDB) e a suspeita de infidelidade de prefeitos do PMDB, que devem apoiar a “dobradinha” de Moka com o senador Delcídio do Amaral (PT). “O que o André está fazendo com o Murilo é de total deselegância e desrespeito”, comentou Orcírio. “Eu não trato aliados assim. O meu governo será de total coalizão”, prometeu. Diante do mal-estar, o pré-candidato do PT voltou a procurar o DEM. “As conversas estão bem avançadas”, contou. “Só não posso contar com quem estou negociando por uma questão de estratégia política”, disse. Em troca da aliança com o DEM, Orcírio está disposto a dar a vaga de vice a Murilo. “E o comando de mais duas secretarias”, prometeu. Se isto acontecer, José Orcírio afasta a possibilidade de o PTB indicar o seu parceiro de chapa. Impossível Indagado sobre o assédio do PT ao DEM, o presidente regional do PSDB, deputado Reinaldo Azambuja, considera impossível parceria do PT com os democratas. “Só em sonhos porque o DEM não vai descasar do PSDB”, afirmou. “Nacionalmente, os democratas não admitem uma aliança com os petistas”, completou.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

“Não acho que isso é importante agora”

Confira o seu astral para esta quinta-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta quinta-feira

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quinta-feira: "Justiça, uma busca constante"

ARTIGO

Allana Mendonça Martins: "O que não falam sobre o contrato de gaveta"

Bacharel em Direito

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião