Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SUCESSÃO ESTADUAL

PT quer PSDB junto para enfrentar PMDB

PT quer PSDB junto para enfrentar PMDB
18/03/2014 00:00 - DA REDAÇÃO


Depois de ficarem reunidos por pouco mais de três horas ontem, a cúpula do PT bateu o martelo pelo confronto com o PMDB ao entendimento na disputa pelo governo do Estado. A prioridade dos petistas é tornar viável aliança com o maior rival do partido em nível nacional, o PSDB. A proposta dos petistas é ajudar na eleição de um tucano para o Senado, que será oposição da presidente Dilma Rousseff no eventual segundo mandato. A reportagem está na edição de hoje (18) do jornal Correio do Estado.

O presidente regional do PT, prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, explicou não ser mais provável aliança com o PMDB em Mato Grosso do Sul. O velho rival continuará sendo tratado por adversário do senador Delcídio do Amaral na corrida eleitoral. Na próxima semana, segundo Duarte, Delcídio pretende se com Dilma e Rui Falcão (dirigente nacional do partido) para tentar o aval à aliança com o PSDB no Estado. Hoje há resistência na cúpula nacional dos dois partidos.

O intuito do encontro é convencê-los de que a aliança beneficiará as candidaturas petistas em Mato Grosso do Sul. Para isso, “as cartas na manga” serão usadas, porém nenhuma estratégia de convencimento foi antecipada à imprensa. “Agora vamos tratar desta aliança abertamente. Nos reunimos, porque queríamos a opinião de todos, porque aqui não tem cacique”, explicou Duarte. A reportagem é de Jéssica Benitez.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...