Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PT oferece a vaga de vice de José Orcírio para o PTB

20 JAN 10 - 04h:28
O PT ofereceu ao PTB a vaga de vice-governador na chapa de José Orcírio dos Santos na disputa pela sucessão estadual, em outubro deste ano. O partido quer que os petebistas indiquem um representante do setor ruralista. O PTB não descarta a possibilidade de aliar-se aos petistas, mas o plano inicial é entrar na briga pelo Governo do Estado, com o apoio do PV e do PCdoB. Ontem, o deputado federal Vander Loubet (PT) disse que já fez a proposta ao PTB para indicar o vice de José Orcírio. Ele abriu a negociação com o presidente regional do PTB, Ivan Louzada, em nome do ex-governador, na cidade de Aquidauana. Na sua avaliação, a aliança do PT ficaria fortalecida com PTB e PDT na chapa majoritária. As candidaturas de José Orcírio ao Governo, do senador Delcídio do Amaral (PT) à reeleição e do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) ao Senado já foram pré-lançadas. “Incluindo o PTB no grupo, na vaga de vice-governador, montaríamos a chapa ideal”, opinou o deputado. Vander ressaltou ainda que o nome do vice-governador deve sair do setor ruralista. “É importante ter na chapa um homem que dialoga com este segmento”, afirmou. Ele sugeriu a indicação do empresário Zelito Ribeiro, do presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Chico Maia, ou do pecuarista Italívio Coelho Neto. “Mas, é o PTB é quem vai definir”, frisou. Candidatura própria Os petebistas não descartam indicar o vice de José Orcírio, no entanto, fazem questão de deixar claro que o plano inicial é entrar na batalha pela sucessão estadual. “Hoje estamos trabalhando em cima do projeto de candidatura própria”, declarou o presidente regional do PTB, Ivan Louzada. “Mas, não descarto a chance de ficar com o PT porque em política é preciso estudar todas as possibilidades”, completou. Para Louzada, a proposta do PT é boa, porém, ele já antecipou que a legenda vai querer mais que a vaga de vice, caso se alie aos petistas. “O cargo de vice pouco ajuda no crescimento de um partido. Veja o exemplo do atual vice-governador Murilo Zauith: após ele assumir o cargo, o DEM não cresceu nada, só elegeu dois ou três prefeitos e passa por dificuldades”, comentou. A prioridade do PTB é eleger deputados federais e estaduais. “Vamos entrar nas eleições deste ano, pensando em fazer deputados”, afirmou Louzada. Daí a intenção de lançar candidato próprio ao Governo do Estado para fortalecer a chapa proporcional. “Ao lado do PV e do PCdoB, temos condições de eleger um deputado federal e três, talvez, até quatro estaduais”, calculou. Conforme o presidente regional do PTB, o candidato a governador pelo partido seria o empresário Zelito Ribeiro. Ele também considera o suplente de senador Antonio João Hugo Rodrigues outro “bom nome” para concorrer ao Governo. Mas vai deixar a critério de Antonio João a decisão de entrar na disputa eleitoral. Louzada ainda apontou o ex-deputado estadual Valdenir Machado como candidato ao Senado. “Já a vaga de vice ficaria para o PV ou para o PCdoB indicar”, finalizou. Na próxima sexta-feira, as lideranças do PTB vão se reunir para começar a traçar as estratégias a fim de entrar na batalha pela sucessão estadual.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Receita paga segunda R$ 27,3 milhões do Imposto de Renda em MS
RESTITUIÇÃO

Receita paga segunda
R$ 27,3 milhões do Imposto de Renda em MS

Confira ruas que serão interditadas no fim de semana
CAMPO GRANDE

Confira ruas que serão interditadas no fim de semana

Prefeitura irá retomar área doada para construção de cervejaria
FALTA DE ACORDO

Prefeitura irá retomar área doada para construção de cervejaria

Prefeitura vai abrir procedimento administrativo contra exagero de guardas municipais
PROTESTO DE PASSAGEIROS

Prefeitura vai abrir processo contra exagero de guardas municipais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião