Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

poder

PSOL apresentará emenda para elevar mínimo para R$ 700

22 FEV 2011Por FOLHA ONLINE11h:43

Composta por dois parlamentares, a bancada do PSOL no Senado vai propor emenda para elevar o salário mínimo a R$ 700, incremento de 28,5% nos R$ 545 oferecidos pelo governo e de 14% nos R$ 600 defendidos pela oposição.

A proposta será apresentada nesta terça-feira (22), véspera do embate sobre o mínimo na Casa, com apoio dos senadores Marinor Brito (PA) e Randolfe (AP).

A sigla argumenta que, para custear o mínimo de R$ 700, seriam necessários R$ 46 bilhões --o equivalente a 44 dias de pagamento de juros da dívida pública.

O salário de R$ 700 já era bandeira do PSOL nas eleições. O presidenciável do partido, Plínio de Arruda, chegou a defender R$ 2.000 de salário mínimo durante a corrida presidencial-- quase o quadruplo do valor atual (R$ 510).

Maioria

O governo espera aprovar com folga o projeto que reajusta o piso de R$ 545 --já votado na Câmara.

A base de Dilma Rousseff soma 62 dos 81 senadores. Potenciais dissidentes dentro do PT da presidente, como o senador Paulo Paim (RS), já sinalizaram que podem recuar e apoiar a proposta governista.

Oposição

Ontem, o PSDB apresentou duas emendas ao projeto. Uma delas eleva o mínimo para R$ 600. A outra tentará derrubar no Senado o artigo que prevê o reajuste automático do mínimo por decreto presidencial --o que impede intervenções do Congresso até 2015.

Leia Também