segunda, 23 de julho de 2018

NACIONAL

Psicóloga continua desaparecida no Rio de Janeiro

3 JAN 2011Por E-BAND14h:21

Continua desaparecida desde a sexta-feira (31) no Rio de Janeiro, a psicóloga Karen Tannhauser, 37 anos. Ela sumiu depois de entrar no prédio onde vivia com os pais, na rua Jardim Botânico, zona sul do Rio de Janeiro.

Karen Tannhauser, 37 anos, foi deixada em casa por volta das 14h após um almoço com o namorado e a mãe, Sônia Tannhauser, 63, e teria dito a ele que pretendia caminhar pela região, mas não especificou o local.

A mãe chegou à residência entre 18h e 18h30 e não encontrou a filha. Segundo parentes, Karen saiu sem o celular e a bolsa e com apenas R$ 50.

Em depoimento, o porteiro contou ter visto a psicóloga deixando o prédio, mas a descrição sobre as roupas dela não coincide com o que ela usava no dia. Karen foi filmada pelas câmeras de segurança do edifício chegando sozinha, mas sua saída não foi registrada.

As imagens do circuito interno de segurança já foram avaliadas. O objetivo da perícia é localizar pontos de corte na gravação, que poderiam omitir a movimentação de ações suspeitas no local.

A polícia fez buscas no prédio e na região e vai rastrear a conta bancária para verificar se foi feita alguma movimentação desde o desaparecimento.

Os investigadores apuram como era o relacionamento dela com a família. Além do porteiro, os pais de Karen também foram ouvidos nesta segunda-feira.

Leia Também