Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

NOVO PARTIDO

PSD em MS terá no comando o ex-suplente de senador Antonio João

12 ABR 2011Por Lidiane Kober, Correio do Estado18h:10

O ex-suplente de senador Antonio João Hugo Rodrigues vai comandar o PSD em Mato Grosso do Sul. Na terça-feira, ele esteve em São Paulo acertando os detalhes de sua participação como fundador do partido com o prefeito Gilberto Kassab, idealizador do PSD. Hoje (13), estará em Brasília no ato de fundação da legenda. No Estado, o plano é reforçar a agremiação atraindo lideranças "insatisfeitas" de outras siglas. A busca por correligionários começará na sexta-feira (15), quando Antonio João se reunirá com o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (DEM).

"Ele (Kassab) estava procurando (alguém para comandar o PSD no Estado) e eu procurando (um partido), então, ficou fácil", resumiu Antonio João sobre o convite para comandar a legenda em Mato Grosso do Sul.

Sobre a conversa de ontem com o prefeito de São Paulo, o ex-suplente de senador revelou-se animado: "vamos montar um partido forte, de gestão moderna e comprometido com os interesses de Campo Grande, do Estado e do País".

A empolgação de Antonio João repetiu-se em relação a busca por parceiros. "Tem muita gente boa insatisfeita com o atual partido e vou conversar com todos", disse. Na sexta-feira, ele estará com Murilo Zauith, um dos políticos de Mato Grosso do Sul mais próximos a Kassab. Recentemente, o prefeito de Dourados chegou a manifestar desejo de trocar o DEM pelo PSD, inclusive, cogitou a possibilidade de chefiar a agremiação no Estado.

Para Antonio João, uma das vantagens de ingressar ao PSD é a "chance de mudar de partido sem sofrer penalização". Atualmente, o político eleito que mudar de sigla perderá o mandato, a menos que se configure incorporação ou fusão de legenda, criação de novo partido, desvio de programa partidário e grave discriminação pessoal.

Fundação

A fundação oficial do PSD acontecerá hoje, a partir do meio-dia, em Brasília, no Auditório Freitas Nobre. "Será um grande ato", adiantou Antonio João. Na ocasião, ele assinará a primeira a ata de fundação do partido.

Em relação a linha de atuação da legenda, o ex-suplente de senador declarou que o PSD está do lado da presidente Dilma Rousseff (PT). "Seremos da base aliada", garantiu.

Sobre as pretensões do partido nas próximas eleições municipais, em 2012, Antonio João informou que Kassab está ciente de seu projeto de disputar a Prefeitura de Campo Grande. "Ele reagiu muito bem", revelou.

Indagado se o partido tende a estar na base aliada do atual prefeito Nelsinho Trad (PMDB) ou na oposição, Antonio João deixou claro fazer campanha em cima das "minhas propostas", sem partir para o enfrentamento com Nelsinho. "Ele é meu amigo", explicou.

Leia Também