Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

Protestos na Espanha crescem com adesão de desempregados em Madri

21 JUL 2012Por G106h:00

Centenas de espanhóis desempregados que viajaram centenas de quilômetros a pé até Madri, juntaram-se a protestos neste sábado contra o governo do primeiro-ministro Mariano Rajoy e a forma como ele está lidando com a crise econômica no país.

As manifestações se espalharam pela Espanha, com os bombeiros e policiais se juntando a um protesto em massa na quinta-feira, desde que o governo de centro-direita anunciou um corte de 65 bilhões de euros nos gastos, há duas semanas, para cumprir as condições de uma operação de resgate da zona do euro.

Várias centenas de desempregados viajaram a pé da região sul da Anadaluzia, que tem uma das piores taxas de desemprego do país, do norte da Catalunha e de outras regiões, numa tentativa de chamar atenção para o problema dos desempregados no país castigado pela recessão, onde praticamente uma em cada quatro pessoas está desempregada.

Uma marcha foi programada para este sábado a noite, em direção a Puerta Del Sol, em Madri, uma praça central que tem sido palco de protestos envolvendo centenas de milhares de manifestantes. A violência explodiu em um protesto no começo deste mês e a polícia usou gás lacrimogêneo e balas de borracha.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também