Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sábado, 23 de fevereiro de 2019 - 16h01min

Propaganda política e eleitoral gratuita vai custar R$ 851 milhões

20 JAN 10 - 04h:30
Pelos cálculos da Receita Federal, a propaganda política e eleitoral na televisão e no rádio vai custar R$ 851 milhões neste ano. Esse é o valor que o Governo federal estima deixar de arrecadar com Imposto de Renda para compensar as emissoras de rádio e TV pela veiculação da propaganda obrigatória. O cálculo inclui o horário eleitoral gratuito, que irá ao ar em agosto, setembro e outubro (se houver segundo turno), os programas dos partidos e as inserções avulsas espalhadas pelas programações dos veículos. A campa n ha eleitora l de 2010, que terá disputas à Presidência da República, a governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais, será a mais cara da história para os cofres da Receita Federal. Em 2008, quando houve eleição para prefeitos e vereadores, a Receita deixou de arrecadar R$ 242 milhões por causa da propaganda na TV. No ano passado, embora não tenha havido eleições, essa renúncia fiscal saltou para R$ 669 milhões. O aumento exorbitante de 2008 para 2009 se justifica por uma falha no banco de dados da Receita. A estimativa de renúncia de R$ 851 milhões para 2010 deverá ser superada na realidade. É que o cálculo da Receita Federal foi feito em meados do ano passado, antes da aprovação da minirreforma na legislação eleitoral. A minirreforma ampliou o ressarcimento pelo horário eleitoral, antes limitado às grandes emissoras. Agora, todas as 4.100 emissoras de rádio do País também terão o benefício. O abatimento é feito da seguinte forma: calcula-se o tempo ocupado pela propaganda eleitoral e multiplicase pelo valor real de preços praticado pela emissora em cada horário; abate-se 20% de comissão de agências e tem-se o valor a ser deduzido da base de cálculo do Imposto de Renda a pagar. Suponha uma empresa que lucra R$ 5 milhões e tem R$ 500 mil de veiculação de propaganda eleitoral e R$ 750 mil de Imposto de Renda a pagar. O benefício fiscal vai incidir sobre R$ 4,5 milhões, que são R$ 5 milhões (base do imposto) menos R$ 500 mil de veiculação de propaganda política. O ressarcimento efetivo será de R$ 75 mil.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Perícia em MS amplia capacidade de realizar exames de DNA contra crimes
SEGURANÇA PÚBLICA

Perícia amplia realização de exames de DNA contra crimes

Corrente arrecada doações para circo que pegou fogo no Jardim Los Angeles
SOLIDARIEDADE

Corrente arrecada doações para circo que pegou fogo

Idoso tenta matar o próprio filho com espingarda na Capital
UM DIA DE FÚRIA

Idoso ameaça matar o próprio filho com espingarda

Ex-PM que furtou cadáver deixa presídio após aval da Justiça
CASO ROSILEI

Ex-PM que furtou cadáver deixa presídio após 6 dias

Mais Lidas