Segunda, 18 de Dezembro de 2017

GOIÁS

Promotoria pede interdição de piscinas de parque após morte

16 JAN 2014Por FOLHA PRESS17h:15

O Ministério Público Estadual de Caldas Novas, em Goiás, recomendou ao condomínio Privé das Thermas 1 de Caldas Novas que interdite imediatamente todas as piscinas e outras áreas com água, como tobogãs, tanques e quedas d'água.

Um menino de sete anos morreu no dia 1º de janeiro após ficar preso a um ralo que suga a água da piscina. Uma semana depois, outro turista ficou com o pé preso na tubulação, que estava sem grade de proteção.

No documento, o promotor Giordane Alves Naves recomenda a interdição até que seja realizada a adequação às normas técnicas e às exigências dos bombeiros.

Pelas regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), segundo o promotor, há critérios que devem ser observados como a dimensão das tubulações e mesmo a velocidade de vazão e sucção da água a fim de evitar acidentes.

O condomínio deverá apresentar ao Ministério Público laudos que confirmem a adequação das piscinas. Os proprietários do Privé das Thermas 1 terão um prazo de cinco dias para informar sobre o cumprimento da recomendação.

Outro lado

O advogado Gildomar Rezende da Rocha Junior, que representa o condomínio, disse que as duas piscinas com bombas de sucção foram fechadas ontem. As demais continuam em funcionamento com o apoio de socorristas.

Ainda conforme Rocha Junior, o laudo dos bombeiros não aponta qualquer problema no ralo de sucção das piscinas. Ele negou que não houvesse grade de proteção na tubulação onde o turista prendeu o pé no último dia 9.

Em relação à recomendação do Ministério Público, o advogado deve protocolar no órgão na tarde de hoje dois laudos de vistoria.

Segundo ele, um dos laudos, de uma empresa contratada pelo Privé das Thermas, atesta que o local segue as regras da ABNT. Quanto ao laudo dos bombeiros, ele diz que apenas foram apontados pequenos reparos, como extintores e troca de revestimento na parede.

Após o protocolo desses documentos, segundo Rocha Junior, o clube vai aguardar pronunciamento da Promotoria.

Em seu site, o residencial Privé das Thermas I de Caldas Novas publicou uma nota de pesar pela morte do garoto Kauã Davi de Jesus Santos, 7. O texto manifesta consternação e diz que o clube está à disposição da família da criança.
 

Leia Também