quinta, 19 de julho de 2018

Promotoria diz que brasileira admite ter mentido para a polícia suíça

19 FEV 2009Por 16h:12
     

         

         

A Promotoria Pública de Justiça de Zurique informou hoje (19), em um comunicado, que a brasileira Paula Oliveira admitiu ter feito declarações falsas à polícia do país, na semana passada, quando disse ter sido atacada por três neonazistas e ter perdido filhos gêmeos.

De acordo com a nota, a brasileira explicou que não houve ataque e que ela própria infligiu os ferimentos em seu corpo. Após ver os resultados dos exames ginecológicos, Paula também teria dito que não estava grávida. A Promotoria Pública e a polícia investigam agora quais os motivos que levaram Paula a fazer as declarações falsas.

        Com informações do G1

Leia Também