Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RECOMENDAÇÃO

Promotor dá seis meses para Bernal licitar coleta de lixo

Promotor dá seis meses para Bernal licitar coleta de lixo
01/03/2014 00:00 - CELSO BEJARANO


O promotor de Justiça, Pedro de Oliveira Magalhães, deu um últimato ao prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP): que se promova num prazo de seis meses nova contratação mediante licitação de empresa prestadora de serviços públicos de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos domiciliares e comerciais ou que a própria prefeitura, com seus servidores, cuide da coleta de lixo na cidade. 

Quem zela pelo serviço hoje é o consórcio CG Solurb que, em novembro de 2011, venceu concorrência promovida pela gestão do ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB). Ano passado, contudo, por suposta irregularidade na disputa, a Justiça, em uma ação popular, anulou a licitação por susposta irregularidade. Atualmente, o processo está em grau de recurso.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     Consórcio Solurb presta o serviço na cidade

O consórcio Solurb permanece prestando serviço, no entanto, para chefiar a atividade que rende ao emprendimento em torno de R$ 5,6 milhões mensais, terá de disputar de novo e vencer a concorrência.

Se descumprida a recomendação do promotor, segundo publicado ontem no Diário Oficial do MPE, o prefeito pode “vir a responder por improbidade administrativa”.

O MPE investiga também a razão da suposta fraude na licitação que escolheu o consórcio Solurb como prestador do serviço pelas próximas duas décadas e meia.

Enquanto durar o prazo da recomendação do MPE, 180 dias, o consórcio continua coletando o lixo e executando a limpeza da cidade. 

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.