Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Fundac

Projeto resgata músicas recolhidas pela ditadura

3 AGO 2012Por CG Notíicas08h:28

O grupo Choro Opus Trio, formado por Eduardo Martinelli (violões), Ivan Cruz (Bandolim) e Philip Andara (flauta), lança no dia 04 de agosto o CD “Descendo Sarrafo”, com as composições de Amintas José da Costa, Sarrafo, 41 anos depois de terem se perdido em estúdio fechado pela ditadura militar. O projeto realizado pela Fundação Municipal de Cultura de Campo Grande foi contemplado pelo programa Petrobras Cultural, por meio do Programa Nacional de Incentivo à Cultura (Pronac).

De acordo com o integrante do grupo, Eduardo Martinelli, as músicas de Sarrafo poderiam simplesmente ter se perdido em meio à insensatez de uma época. “Todos que participaram se envolveram com a história e, para nós, é muito importante ter contribuído e, principalmente, ver a satisfação do compositor que aos 93 anos pode finalmente ver esse trabalho finalizado”, destacou o intérprete.

Sarrafo conviveu com grandes nomes da música brasileira como Pixinguinha e Guerra Peixe e trabalhou em cassinos, rádios e posteriormente na televisão, veículos que à época tinham orquestras próprias. Um pouco dessa história está em faixa bônus da gravação narrada pelo próprio autor, além de casos peculiares descritos no encarte do CD como a passagem de Sarrafo pela Força Pública de Alagoas, quando viu a cabeça do cangaceiro Lampião em uma bandeja de prata e o fato de não ter ido aos campos de batalha da Segunda Guerra Mundial por ser músico e estar ajudando na formação de novas tropas. “Senti ali a mão de Deus”, conta o compositor.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também