sábado, 21 de julho de 2018

prevenção

Projeto prevê pulseira eletrônica para bebê

10 NOV 2010Por ANAHI ZURUTUZA03h:10

Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Diogo Tita (PPS) quer obrigar hospitais e maternidades de Mato Grosso do Sul a instalar sistema para monitorar bebês por meio de pulseira eletrônica e sinal sonoro.

O objetivo é impedir que recém-nascidos sejam "roubados" dos estebelecimentos de saúde, como acontece recentemente no Hospital Universitário (HU). O sistema deve garantir que um alarme dispare caso o bebê passe por qualquer uma das saídas do hospital.

No caso, a pulseira só seria retirada depois que a criança tiver alta e na presença da mãe ou responsável legal, sendo que o hospital deve registrar o momento (dia e horário) em que a pulseira foi retirada.

Leia Também