quarta, 18 de julho de 2018

Programa quer ampliar arborização em bairros

21 SET 2010Por 08h:14

DANIELLA ARRUDA

Após um ano de trabalho, a prefeitura de Campo Grande apresenta na próxima quinta-feira, ao Conselho Municipal de Meio Ambiente, a proposta final do Plano Municipal de Arborização Urbana (PDAU). A expectativa é que, depois de discutido pelas 21 entidades componentes do Conselho, o texto seja encaminhado em forma de minuta de projeto de lei à Câmara de Vereadores na segunda quinzena de outubro, instituindo programa de arborização urbana para a Capital, onde o índice de cobertura vegetal é de 74 metros quadrados por habitante. Embora esse índice seja superior ao que a Sociedade Brasileira de Arborização preconiza, de 15 metros quadrados por habitante, é grande a demanda por arborização na Capital.
Para dar aporte a esse crescimento, principalmente em áreas de fundo de vale, a prefeitura inaugura hoje viveiro no Jardim Pacaembu, com capacidade para produção de 200 mil mudas nativas por ano. O lançamento do empreendimento e a apresentação do Plano Municipal de Arborização Urbana ao Conselho Municipal de Meio Ambiente integram a programação da Semana da Árvore na Capital.

Plano
Entre as normas que a proposta final do Plano Municipal de Arborização Urbana traz, está o estabelecimento de regras mais claras para o procedimento de poda e a questão da imunidade ao corte. Segundo o secretário, o objetivo é começar a dar um enfoque mais técnico para a arborização urbana.

Leia Também