AGORA É LEI

Profundidade de mergulho tem de ser informada

Profundidade de mergulho tem de ser informada
07/07/2012 00:00 - DA REDAÇÃO


O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Jerson Domingos (PMDB), promulgou a lei 4.214, de autoria do deputado estadual Pedro Kemp (PT), que obriga a afixação de placas de orientação nas piscinas e balneários de Mato Grosso do Sul.

Kemp recebeu informações de especialistas no tratamento de pessoas com deficiência adquirida – resultado de acidentes – de que uma das principais causas do problema de saúde tem sido o mergulho em águas rasas.

A lei determina que os balneários públicos ou privados, de rios e lagos, prédios comerciais, edifícios de apartamentos, condomínios, clubes, parques, associações e outras entidades particulares ou públicas, dotadas de piscinas de uso comum, fixem placas de advertência aos usuários com informações sobre profundidade, proibição ou permissão de mergulho. Além disso, terão de conter as seguintes frases:

- Não mergulhe em água com menos do dobro de sua altura;

- Crianças menores de 12 anos de idade deverão estar acompanhadas de seus responsáveis;

- Não ingerir bebidas alcoólicas se for mergulhar;

- Não mergulhe em águas desconhecidas;

- Não participe de brincadeiras que possam por sua vida em risco quando estiver nadando ou mergulhando

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".