Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

terça, 19 de fevereiro de 2019 - 22h14min

Professores param amanhã em defesa de piso

15 MAR 10 - 04h:07
Professores vão suspender as aulas amanhã em algumas escolas estaduais e municipais de Mato Grosso do Sul para reivindicar a implantação do Piso Nacional do Magistério. O movimento também é organizado em outros estados do País. A expectativa, conforme o secretário de finanças da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems), Roberto Magno César, é de que a paralisação atinja 70% dos colégios. A partir das 13h30min, haverá audiência pública na Assembleia Legislativa para discutir o assunto. Nos municípios do interior, também serão promovidos eventos. O número de escolas que suspenderão as aulas por conta do movimento será divulgado ainda hoje. A reivindicação dos professores é que seja cumprida a Lei 11.738, de 2008, que instituiu o piso salarial nacional de R$ 950 (sem contar reajustes) para professores para no máximo 40 horas semanais de trabalho. Durante o encontro, será debatido o valor atual do piso com os aumentos que, para os educadores, está fixado em R$ 1.312 e para o Ministério da Educação em R$ 1.024. Os profissionais também querem pressionar a votação da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) movida pelo governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, além dos governadores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Ceará contra a lei. Decisão cautelar do Supremo Tribunal Federal (STF) determina que seja feito o pagamento. Na legislação, também há obrigação para pagamento de um terço de hora-atividade para os professores desenvolverem planos de aula, correção de provas e outras tarefas pertinentes à função. Essa determinação aind
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CRISE NO GOVERNO

Contra crise, Bolsonaro pede que equipe trate Bebianno como 'página virada'

FUTEBOL 2019

Elenco do Fluminense faz greve e não treina em protesto por falta de salários

BRASIL

Pacote anticrime não atrapalha andamento da reforma da Previdência, diz Moro

CRISE NO GOVERNO

Exonerado, Bebianno retira foto com Bolsonaro em rede social

Mais Lidas