Sexta, 15 de Dezembro de 2017

Escolas particulares

Professores e funcionários querem reajuste de 15%

7 FEV 2014Por DA REDAÇÃO11h:16

Professores e funcionários de escolas e universidades particulares reúnem-se amanhã na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul (Sintrae/MS), para discutir e aprovar as propostas da Campanha Salarial 2014, que será encaminhada para negociação com a classe patronal. Entre as propostas a serem analisadas está o reajuste de15% para todas as categorias. A assembleia geral extraordinária será no sábado (8), a partir das 9h, na sede da entidade, que fica na MS 080, km 01, próximo ao Detran/MS.

O presidente do sindicato, Eduardo Botelho, disse que a entidade está a par dos índices econômicos e também acompanha, pela mídia, os lucros exuberantes das universidades privadas e os reajustes das mensalidades escolares. “São números que alicerçam e dão sustentação ao nosso pedido de 15% de reajuste”, afirmou o sindicalista.

O faturamento das instituições particulares de ensino superior no País, segundo Botelho, cresceu 30% em dois anos. Conforme estudos feito pela Hoper Consultoria, especializada na área, o faturamento de R$ 24,7 bilhões em 2011 subiu para R$ 32 bilhões em 2013. “Já as mensalidades das escolas particulares de Campo Grande, por exemplo, tiveram reajustes que chegam a 13%”, comparou. 

Leia Também